Igreja

Igreja
A Igreja é de Cristo e é essa que o cristão deve ambicionar servir e não usar

terça-feira, 7 de março de 2017

Reflexões Quaresmais

Quaresma – 6ª Reflexão

Senhor, tantas coisas me vêm à mente que preciso de Te pedir.

Inclinas-Te sobre mim e olhando-me nos olhos, dizes-me:
Sabes, meu filho, Eu gosto que me peças, apesar de Eu saber de tudo o que necessitas. Mas já viste bem quanto me pedes e quanto conversas comigo, apenas para conversarmos, como amigos, (como sabes bem mais do que amigos), que somos?
Quantas vezes dizes que Me amas, e quantas vezes me pedes seja o que for?
Eu amo-te sempre, mas tu precisas alimentar o teu amor por Mim, afirmando-o com o coração, mas também com gestos e orações.

Oh, Senhor, apetece-me dizer como Pedro: «Senhor, Tu sabes que eu te amo!»
Mas depois apercebo-me de quão poucas vezes To digo e demonstro.

Então recebe mais este meu pedido:
Ensina-me, Senhor, a viver o amor, o Teu amor por mim e o meu amor por Ti.
Que eu saiba pedir, mas que também saiba louvar-Te e adorar-Te, não porque Te é devido, mas “apenas” porque Te amo, pois Tu me amaste primeiro.
Que em tudo e em todos, eu Te ame sempre a Ti primeiro.

Glória e louvor a Ti, Senhor!

Monte Real, 16 de Fevereiro de 2016

Joaquim Mexia Alves na sua página no Facebook

QUARESMA 2017

E a viagem continua pelo deserto da Quaresma.

Sempre ao encontro de Cristo em mim, para que o Espírito Santo me vá mostrando caminho no amor do Pai.

Na pedra em que sento está escrito: Tristeza!

Nesta então, diz-me o “outro”, é que não te deves sentar.
Tu és sempre tão alegre, tão bem disposto!

Desta vez enfrento-o e digo-lhe com toda a convicção: Não me queiras enganar! Há momentos de tristeza, com certeza, e esses momentos devem ser vividos com a tristeza a eles inerente, mas sem nunca esquecer a esperança que reside nAquele que tudo é e tudo pode.
És tu, enganador, que quando peco, que quando repito os meus “pecados de estimação”, me vens colocar essa tristeza de me considerar fraco e sem forças para vencer, para me vencer.

E essa tristeza que por vezes permito que instiles em mim, é que me afasta dEle, porque pretende “bloquear” a confiança inabalável que devo ter no Seu amor e no Seu perdão.
Vai-te, que a minha alegria vem de Deus!

Ah, Senhor, obrigado por me teres feito sentar nesta pedra da tristeza, da qual me queres levantar para prosseguir caminho.

Ajuda-me a perceber e a viver sempre na Tua alegria, a alegria do amor, a alegria da confiança, a alegria do perdão, a alegria de saber que a minha salvação, é a Tua única vontade.

Monte Real, 7 de Março de 2017

Joaquim Mexia Alves

São Josemaría Escrivá nesta data em 1932

Anota no seu caderno: “Menino, o abandono exige docilidade”.

O Evangelho do dia 7 de março de 2017

Nas vossas orações não useis muitas palavras como os gentios, os quais julgam que serão ouvidos à força de palavras. Não os imiteis, porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes que vós Lho peçais. «Vós, pois, orai assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o Teu nome. «Venha o Teu reino. Seja feita a Tua vontade, assim na terra como no céu. O pão nosso supersubstancial nos dá hoje. Perdoa-nos as nossas dívidas assim como nós perdoamos aos nossos devedores. E não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal. «Porque, se vós perdoardes aos homens as suas ofensas, também o vosso Pai celeste vos perdoará. Mas, se não perdoardes aos homens, também o vosso Pai não perdoará as vossas ofensas. 

Mt 6, 7-15