Igreja

Igreja
A Igreja é de Cristo e é essa que o cristão deve ambicionar servir e não usar

quinta-feira, 16 de março de 2017

Reflexões Quaresmais

Quaresma – 15ª Reflexão

Como ser humilde, Senhor? Como viver a humildade e em humildade?

Sentas-Te a meu lado e dizes-me:
Olha para a Minha Mãe? Tinha o anjo acabado de lhe anunciar que ia ser a Mãe do Filho de Deus, e Ela em vez de se vangloriar, partiu para casa da sua prima servir como “doméstica”.
Não quis honrarias, nem distinções, mas apenas servir o Deus de amor nos outros, fazendo-se nada, para que só a obra de Deus aparecesse.
O que fizeres, meu filho, fá-lo discretamente, sem chamar a atenção para ti, e, se puderes passar sem ninguém se aperceber de algum bem que fazes, guarda-o para ti, e dá graças a Deus na intimidade do teu coração.
A maior humildade consiste em fazer o que João Baptista diz: «É preciso que Ele cresça, e eu diminua.»

Pois, Senhor, raramente assim o faço!

Por isso peço-Te:
Ensina-me a perceber que nada sou sozinho, pois tudo me vem de Ti!
E se tudo me vem de Ti, de nada sou credor, mas apenas devedor das Tuas graças em mim, para os outros.
Que de nada me vanglorie, nem deixe que me vangloriem, mas antes, Senhor, que verdadeiramente Tu apareças e eu desapareça no Teu amor.

Obrigado, Senhor, obrigado!

Monte Real, 25 de Fevereiro de 2016

Joaquim Mexia Alves na sua página no Facebook

QUARESMA 2017

Sigo pelo caminho do deserto da Quaresma.

Sempre ao encontro de Cristo em mim, para que o Espírito Santo me vá mostrando caminho no amor do Pai.

A pedra de que me aproximo, tem escrito: Tempo!

O “outro” julga descansar-me quando me diz que eu tenho todo o tempo do mundo.
Mas eu sei que não é assim.

Até poderei ter todo o tempo do mundo, mas o tempo de Deus é agora e sempre.
O tempo de Deus, para Deus, não é inadiável, é decisão permanente.

E não adio eu tantas decisões de mudar coisas em mim, à procura da vontade de Deus?
Não arranjo eu desculpas, para não emendar procedimentos errados, vícios repetidos, atitudes incorrectas?
Sim, é bom não querer fazer tudo ao mesmo tempo, mas que isso não sirva de desculpa para afinal nada fazer.

Sim, Deus dá-nos tempo, todo o tempo, e acolhe-nos sempre que aproveitamos o tempo para nos aproximarmos dEle, mas essa decisão de amar a Deus e fazer a sua vontade, é uma decisão de hoje, de agora, imediata, para assim podermos aproveitar, por Sua graça, todo o tempo de Deus.

Ah, Senhor, obrigado por me teres feito sentar nesta pedra do “tempo”, da qual me queres levantar para prosseguir caminho.

Ajuda-me a perceber e a viver que o “tempo” vem de Ti, e que o Teu tempo é agora e sempre, pois essa é a Tua vontade.

Monte Real, 16 de Março de 2017

Joaquim Mexia Alves
http://queeaverdade.blogspot.pt/2017/03/quaresma-2017-10.html

São Josemaría Escrivá nesta data em 1932

“Menino: não caias num círculo vicioso. Tu pensas: quando isto se resolver desta ou daquela maneira, serei muito generoso com o meu Deus. Não estará Jesus à espera de que sejas generoso sem reservas, para resolver ele as coisas melhor do que imaginas? Propósito firme, consequência lógica: em cada instante de cada dia cuidarei de cumprir com generosidade a Vontade de Deus”. Anota nos seus apontamentos referindo-se a si próprio.

O Evangelho do dia 16 de março de 2017

«Havia um homem rico que se vestia de púrpura e de linho fino e todos os dias se banqueteava esplêndidamente. Havia também um mendigo, chamado Lázaro, que, coberto de chagas, estava deitado à sua porta, desejando saciar-se com as migalhas que caíam da mesa do rico, e até os cães vinham lamber-lhe as chagas. «Sucedeu morrer o mendigo, e foi levado pelos anjos ao seio de Abraão. Morreu também o rico, e foi sepultado. Quando estava nos tormentos do inferno, levantando os olhos, viu ao longe Abraão e Lázaro no seu seio. Então exclamou: Pai Abraão, compadece-te de mim, e manda Lázaro que molhe em água a ponta do seu dedo para refrescar a minha língua, pois sou atormentado nestas chamas. Abraão disse-lhe: Filho, lembra-te que recebeste os teus bens em vida, e Lázaro, ao contrário, recebeu males; por isso ele é agora consolado e tu és atormentado. Além disso, há entre nós e vós um grande abismo; de maneira que os que querem passar daqui para vós não podem, nem os daí podem passar para nós. O rico disse: Rogo-te, pois, ó pai, que o mandes à minha casa paterna, pois tenho cinco irmãos, para que os advirta disto, e não suceda virem também eles parar a este lugar de tormentos. Abraão disse-lhe: Têm Moisés e os profetas; oiçam-nos. Ele, porém, disse: Não basta isso, pai Abraão, mas, se alguém do reino dos mortos for ter com eles, farão penitência. Ele disse-lhe: Se não ouvem Moisés e os profetas, também não acreditarão, ainda que ressuscite alguém dentre os mortos».

Lc 16, 19-31